sexta-feira, 27 de abril de 2012

As MÃES da minha vida

O amanhã é uma incerteza para cada um de nós. Sei lá, se amanhã, seja por que motivo for, poderei exprimir o que hoje sinto! Dessa forma e porque as homenagens não devem ser de ontem, de hoje ou amanhã, mas de sempre, não estranhe que publique agora o que foi feito com os sentimentos de hoje, mas que me percorrem diariamente, destinados à data que o povo celebra: dia da MÃE, 1.º domingo de Maio, neste ano, dia 6.










As MÃES da minha vida

2012.05.06





Há uma MÃE, que é minha, que está nos Céus,

com quem falo todos os dias, em oração,

baixinho, que a tenho aqui no coração,

rogando-lhe por mim e todos os meus.



Claro que a lembro, também, neste dia

que Portugal consagra a todas as MÃES,

mas hoje há ainda outras três MÃES

que eu quero celebrar com alegria:



É a doce mulher, MÃE de meus filhos,

são as extremosas MÃES de meus netos,

cada qual suportando seus cadilhos,



sem deixarem de of’recer afectos.

À primeira agradeço os ternos filhos,

às outras, grato pelos lindos netos.





1 comentário:

  1. Lindo, lindo, lindo!
    Tão simples e tão rico!
    Saudações.
    Dilita

    ResponderEliminar